O que são CRIPTOMOEDAS? Vale a pena?

Bitcoin, Litecoin, Ethereum. As criptomoedas estão cada vez mais em alta. Mas você sabe o que são criptomoedas e como funciona este mercado?

As criptomoedas recebem este nome, pois são moedas criptografadas. Ou seja, é um dinheiro virtual que tem toda a segurança da criptografia para ser transacionado entre pessoas e instituições.

E essas moedas digitais chegaram ao mercado com o conceito de descentralização. Assim, os próprios usuários é que gerenciam suas criptomoedas, sem a necessidade de ter conta em banco.

Como surgiram e quais são as criptomoedas

As criptomoedas surgiram em 2009, e a primeira representação delas foi o Bitcoin, que é a mais popular até hoje. Porém não se sabe ao certo quem é o criador oficial das criptomoedas.

A transação dessas moedas digitais é realizada totalmente em meio digital. ou seja, por computador ou celular. E seu objetivo principal é facilitar o envio de valores entre pessoas, sem barreiras governamentais.

Depois do Bitcoin, surgiram diversas outras moedas digitais. Atualmente, já são quase duas mil criptomoedas circulando pela internet. Algumas são mais conhecidas do que outras, mas todas com o mesmo conceito, que são:

  • Ethereum
  • Litecoin
  • Bitcoin Cash
  • Monero
  • Dash
  • Siacoin
  • Ripple
  • Z Cash

Além das moedas citadas acima, existem diversas outras circulando pelo mercado digital. No entanto, cada uma delas tem suas particularidades, mas todas servem ao mesmo propósito.

A cotação, compra e venda das moedas digitais acontece de forma anônima. Ou seja, ela é armazenada em uma carteira digital e administrada pelo seu próprio usuário.

A negociação acontece totalmente de forma virtual, sem qualquer intermediação de terceiros. A negociação acontece diretamente entre comprador e vendedor.

Para os iniciantes nesse mercado de moedas digitais, o mais indicado é começar com uma corretora de criptomoedas. Opte por corretoras que tenham boa reputação, boa plataforma e baixo custo de transações.

Atualmente, já existem fundos de investimento que utilizam as criptomoedas como ativos. As criptomoedas são uma revolução para o sistema econômico mundial, pois são mais seguras e utilizam menos burocracia.

criptomoedas-bitcoin

Como funciona o mercado destas moedas virtuais

Mas e como funciona o mercado de criptomoedas? É seguro transacionar dinheiro por meio digital? Se esse é um modelo descentralizado, quem gerencia essa troca ou dá garantias sobre o valor dessas moedas?

Outro conceito importante dentro do mercado de criptomoedas, é o chamado Blockchain. Em uma tradução livre, seria como um livro contábil, onde é feito o registro das transações das moedas digitais.

O Blockchain é uma base de dados que utiliza criptografia para garantir a validade das transações em criptomoedas. Além de garantir a criação de novas unidades dessas moedas digitais.

Nessa base de dados são registradas todas as movimentações realizadas. Entretanto, após confirmação, os dados são imutáveis. Ou seja, não podem ser alterados ou deletados.

Assim, um conjunto de movimentações com criptomoedas são registradas pelo Blockchain, formando um bloco de transações. Esses blocos se formam em períodos de tempo de 10 minutos e estão todos inter-relacionados entre si.

Essa cadeia de blocos formados – Blockchain – é gerenciada pelos chamados mineradores. Como se fossem gerentes de contas bancárias, eles verificam e registram todas as informações nos blocos de transações.

Esses mineradores são usuários que colaboram na administração dessa rede de criptomoedas. E em troca dessa colaboração, recebem uma recompensa em moedas digitais.

Resumindo, esse modelo traz a eficiência do rastreamento e a irreversibilidade das transações. Pois o Blockchain é uma tecnologia que assegura toda e qualquer transação de criptomoedas.

Criptomoedas. Vale a pena?

Apesar de toda a tecnologia envolvida, ainda surgem dúvidas sobre o mercado de criptomoedas. A ausência de um órgão regulador e a instabilidade ainda geram insegurança em muitos usuários.

Por outro lado, ainda se suspeita muito desse sistema de transação. Muitos ainda acreditam que, esse modelo de criptoesfera é propício a fraudes e terrorismo devido ao fato de que as transações acontecem no anonimato.

Além disso, as dúvidas também surgem sobre a continuidade desse mercado daqui pra frente. Já se passaram dez anos da criação da primeira criptomoeda. Mas só agora é que se tem falado tanto sobre o assunto.

A popularização e a expressiva valorização do Bitcoin nos últimos anos são um exemplo de um mercado em expansão. O que até então era um assunto restrito aos técnicos da área, hoje já faz parte do cotidiano de pessoas comuns.

Além disso, o próprio mercado financeiro convencional já está abrindo suas portas para as criptomoedas. Bancos, instituições, lojas e estabelecimentos em geral começaram a aceitar as moedas digitais.

O que sabe atualmente, é o que o mercado de criptomoedas movimenta bilhões de dólares por dia. Entretanto, por ser algo inovador e disruptivo, ainda gera muita insegurança.

O mercado de criptomoedas não é mais futurologia, e seus benefícios para a economia mundial já são visíveis. E com a possibilidade de sua regulação, a tendência é que o valor das moedas digitais seja mais estável.




Leave a Reply