O que é CDI: Vale a Pena? Como Calcular

O CDI (Certificado de Depósito Interbancário) é uma modalidade de captação de recursos muito importante para os Bancos. Veja mais sobre o assunto!

O CDI consiste em um título emitido para captar recursos para instituições financeiras ou bancos. Esse tipo de negócio ocorre entre os bancos e através da taxa cobrada eles conseguem manter um saldo positivo.

Esses empréstimos ajudam a equilibrar o caixa das instituições financeiras e dos bancos. Assim o CDI se torna muito importante e garante um bom rendimento, mediante a ajuda mútua entre os bancos.

O que significa CDI

A sigla CDI significa Certificado de Depósito Bancário e consiste em um título onde os bancos emprestam dinheiro entre eles. Essa modalidade de investimento interbancário ocorre em um prazo bem curto.

Segundo a regra do Banco Central os bancos tem que finalizar o dia sempre com saldo positivo. E quando o número de saques extrapolar a quantidade de depósitos, o banco que tiver mais saldo realiza esse empréstimo.

Assim o CDI atua ajudando os bancos nessa tarefa de manter seu saldo positivo. Além disso, existe uma taxa média que ocorre nesse empréstimo feito pelos bancos.

A finalidade do CDI é justamente captar recursos para as instituições financeiras e os bancos. Quem adquire o título recebe então a remuneração e consegue assim o valor necessário para obter um saldo positivo.

Nesse tipo de modalidade apenas os bancos e instituições financeiras podem emprestar entre si. Diferentemente de como atua o CDB que permite com que os investidores possam participar também.

Posso investir no CDI?

Não. Pois pessoas físicas não são aceitas nesse tipo de modalidade de investimento. Porém indiretamente é possível investir no CDI utilizando outros tipos de investimentos, veja alguns deles:

  • CDB
  • LCI
  • LCA
  • LC

CDI Vale a pena?

O CDI vale a pena, pois auxilia os bancos a manterem seus saldos positivos. E também pode ser bem útil investir em aplicações que sejam atreladas ao CDI como as que foram mencionadas acima.

Basta escolher uma das modalidades acima e então fazer esse investimento de forma indireta usando o CDI.

Como Calcular o CDI e como saber qual taxa ele está

Para efetuar o calculo em primeiro lugar é necessário saber a taxa do CDI. O site que permite saber essa taxa é: http://www.b3.com.br/pt_br/

Nele é possível utilizar uma calculadora para realizar os cálculos de rendimento atrelados ao CDI. Já manualmente o cálculo deverá ser feito da seguinte forma:

  • A primeira coisa a ser feita é descobrir a taxa do CDI
  • Aplique o percentual do investimento

Veja um exemplo:

  • Imagine um rendimento de 12 meses (CDB)
  • São pagos 80% do CDI
  • Se o índice do período for de 10%
  • Com o valor de R$ 2.000
  • O Cálculo ficaria: 0,80 * 10 = 8% * 2000 = 160,00

Conforme o resultado acima podemos perceber que para um CDB com 80% de CDI teríamos R$ 160,00 de resultado. Sendo que o capital investido seria de R$ 2.000.

Vale lembrar que é necessário localizar a taxa do título para efetuar esse cálculo mencionado acima. Ou apenas acesse o site e utilize a calculadora deles.

Quais os tipos de investimentos

Agora nós já sabemos o que é o CDI e quais os tipos de investimentos atrelados a ele. Mediante a isso podemos verificar quais são os mais vantajosos e que rendem mais.

Um CDB, por exemplo, será mais rentável que um Tesouro Direito se ele tiver rentabilidade superior a 100% do CDI. Se a variação for abaixo de 100% o Tesouro será mais vantajoso.

E os CBDs oferecidos pelos bancos costumam ficar na faixa de 95%. Portanto o CDB não costuma ficar a frente do Tesouro Direto e dessa maneira não é o mais lucrativo.

Já na disputa CDI vs Poupança ocorre uma situação que depende de quanto o CDB pagará. Estima-se que um CDB que pague no mínimo 83% do CDI ficará a frente da poupança.

E o CDB é tributado pelo imposto de renda, coisa que a poupança é isenta.

Caso a taxa selic esteja inferior a 8,50% a poupança terá um rendimento de 70% da Selic.

Basta então escolher um CDB que tenha no mínimo 83% e ele será superior a caderneta de poupança. Já o CDI Tesouro Direito que foi mencionado acima utilizando o CDB depende também da rentabilidade do CDI.

O ideal é saber exatamente o perfil de investidor da pessoa e planejar quais serão os investimentos escolhidos. Após isso estudar o mercado e verificar o andamento do mesmo. E por fim obter os lucros de investimentos bem feitos.

CDI x CDB

Conforme as explicações feitas nos tópicos anteriores podemos perceber a diferença entre o CDI e o CDB. O CDI é um título exclusivo para as instituições financeiras e bancos. E ele serve para remunerar o CDB pós-fixado.

Seu objetivo é permitir que os bancos possam ficar com o saldo positivo.

Além disso, não permite o investimento por pessoa física. Já o CDB é quando o investidor empresta dinheiro e recebe o valor com juros.

Para receber essa remuneração é usada a taxa chamada de CDI que dependendo do seu valor garante a rentabilidade. Então os investidores podem optar pelo CDB como investimento pois ele é atrelado ao CDI.CDI

Rendimentos:

Mediante ao fato das pessoas físicas não poderem investir no título surgem outras oportunidades atreladas a ele. Veja quais são elas:

  • CDB

Através do CDB (Certificado de Depósito Bancário) é possível investir indiretamente no CDI. Ele é um título de Renda Fixa muito conhecido e é emitido pelos bancos/instituições financeiras.

Podendo ser usado para investir na Bolsa de Valores e para a compra de ações. Costuma ser bem vantajoso e possui fácil acessibilidade.

  • LCI

O LCI (Letra de Crédito Imobiliário) é outro tipo de título que visa arrecadar capital para investimento no mercado imobiliário. Por ser isento do imposto de renda costuma ser bem vantajoso, mas não pode ser usado na Bolsa.

  • LCA

Emitido pelos bancos, o LCA (Letra de Crédito do Agronegócio) serve para realizar financiamentos no setor da agricultura. Também possui isenção no imposto de renda e não pode ser utilizado na Bolsa de Valores.

  • LC

LC (Letra de Câmbio) é emitido pelas financeiras, como a Crefisa por exemplo. Tem como característica o fato de sofrer tributação no imposto de renda e de não ser usado como margem na Bolsa de Valores.

Gostou do artigo?

Compartilhe!

E você já investiu em CDB, LCA, LCI, LC? Tem alguma sugestão de qual foi o melhor investimento para você?

Opine, deixe aqui seu comentário, sua dúvida.




Leave a Reply