Bancos tradicionais versus BANCOS DIGITAIS: Qual melhor?

Os bancos tradicionais encontraram um rival à altura, da mesma forma que os bancos digitais compraram a briga. Além disso os clientes só têm a ganhar com essa disputa.

As vantagens oferecidas são excelentes, a um público cada vez mais exigente. Então esses buscam os bancos digitais como alternativa para muitas taxas cobradas. Assim os bancos tradicionais começam a perder espaço no cenário financeiro do país.

Melhores bancos digitais do Brasil

As fintechs que oferecem serviços como bancos digitais, de acordo com A FEBRABAN eram mais de 370 em 2017. Atualmente o crescimento do setor está relacionado as operações, que são feitas em sua maioria pelo celular.

Os mais destacados atualmente são:

Destes bancos do Brasil os que mais tem se destacado, acima de tudo são aqueles que oferecem mais gratuidades. Mas da mesma forma que buscam benefícios, os correntistas buscam retorno.

Pois o acesso à informação fez o grande público saber, que bancos ganham muito mais lucro do que distribui. Segundo o discurso de muitos bancos digitais, essa é imagem que eles têm que quebrar junto ao cliente.

Os bancos digitais têm mais benefícios dos tradicionais

Analisando os encargos e tarifas do banco Bradesco por exemplo, é fácil notar da onde vem o lucro da empresa. No entanto seria necessário observar apenas dois pontos, para descobrir de onde vem o dos bancos digitais.

  • Pois eles oferecem serviços gratuitos como é o caso do Nubank, um dos bancos dentro dessa modalidade que não cobram TED. Mesmo que este seja uma das transferências mais realizadas por correntistas, acima de tudo os investidores.
  • Somado a isso estão os bancos digitais que oferecem cartão de crédito sem anuidade. No entanto é aí que se pode ver de onde vem o lucro e da mesma forma que os bancos tradicionais, vem de investimentos.

Assim as taxas de transferência e anuidade geram grande lucros para bancos tradicionais. Então a melhor opção são os digitais onde o serviço é o mesmo, porém, gratuitos!

Bancos tradicionais versus Bancos Digitais

Quais as garantias para investir nos bancos digitais

Os bancos digitais de investimentos ao contrário das corretoras dos bancos, não cobram taxa de administração. Segundo informações no site do Nubank, para investir basta depositar dinheiro na conta digital.

Já o Banco Inter possui uma plataforma de investimentos, assim seus correntistas podem aplicar no mercado financeiro. De acordo com o site a lista é grande e inclui títulos de renda fixa e variável, além de previdência privada.

Sendo que os ativos negociados têm garantia dos bancos digitais com FGC, desde que sejam por exemplo CDBs. Pois este fundo garante os investimentos em todos os bancos, de forma não seletiva.

Bancos digitais são confiáveis?

De acordo com o BC, as atividades dos bancos digitais não fogem ao escopo de normas estabelecidas. Portanto suas iniciativas são legítimas e resultam de forma positiva tanto para o banco quanto para os clientes.

Tanto isso é verdade, que o Banco Inter por exemplo, está em um importante crescimento no mercado de ações. Os ativos começaram cotados a R$18,25 em maio do ano passado e atualmente o preço oscila entre os R$ 59,00 e R$62,00.

Como os bancos tradicionais estão reagindo aos bancos digitais

A tendência dos bancos tradicionais deveria ser flexibilizar ao máximo seus métodos, e assim não perder tanto mercado. Entretanto, alguns até mesmo se unem em iniciativas, para assim barrar o crescimento da concorrência.

Da mesma forma eles vão pela tangente, estabelecendo novas atividades voltadas para inovação. Como é o caso do Bradesco que tem participação no Banco Next, que por sua vez é digital.

Mas infelizmente para eles, o avanço da tecnologia é implacável. Desta forma a inovação e gratuidade está vencendo o tradicional cheio de taxas!

Gostou do artigo?

Compartilhe!

E diga que tipo de banco você está usando. Deixe sua opinião. Ela é muito importante para nós.



Leave a Reply