Tabela Imposto de Renda 2019: Como Fica

Confira a tabela atual do Imposto de renda caso não altere e a como fica Tabela Imposto de Renda 2019 conforme proposta do Presidente eleito, Jair Bolsonaro. Entenda tudo aqui.

O Imposto de Renda é o tipo de imposto que o brasileiro mais sente diretamente.

Embora nossa carga tributária seja reconhecidamente alta e principalmente pelo fato de que não oferta a contrapartida equivalente ao que se paga em serviços e benefícios, é no momento do desconto mensal em folha de pagamento ou do recolhimento  do tributo é que se sente a sua força.

Outro compromisso “com o leão” é a declaração de ajuste do imposto renda que deve ser feita até o fim do mês de abril, a estimativa da Receita Federal em de que 30 milhões de pessoas devem fazer a declaração no ano de 2019.

É neste momento em que são confrontados os valores efetivamente já pagos referente ao imposto de renda no ano anterior e o que deveria ter sido pago. Bem como todos as deduções possíveis com o próprio declarante (contribuinte)ou seus dependentes.

Para Declaração Anual de Ajuste do Imposto de Renda que será declarada nos primeiros meses de 2019, será usada a Tabela Imposto de Renda 2019, que apresentamos abaixo.

Incidência das Alíquotas sem mudanças

Para 2019, foi estipulado que a Tabela Imposto de Renda 2019 terá as alíquotas de 7,5%, 15%, 22,5% e 27,5%, que incidirão o seguinte total de rendimentos:

0%                                         até R$ 22.847,76;

7,5%                                      entre R$ 22.847,77 e R$ 33.919,80, com dedução de R$ 1.713,58;

15%                                       entre R$ 33.919,81 e R$ 45.012,60, com dedução de R$ 4.257,57;

22,5%                                   entre R$ 45.012,61 e R$ 55.976,16, com dedução de R$ 7.633,51;

27,5%                                   acima de e R$ 55.976,16, com dedução  de R$ 10.432,32.

Tabela Imposto de Renda 2019

Como Fica Tabela Imposto de Renda 2019 com as propostas de Bolsonaro

Se realmente houver a mudança na tabela do IRPF 2019, significa dizer que quem antes recebia até menos de 5 mil reais ficará fora desta tabela, ou seja, estará isento, não será necessário pagar mais este imposto. E deve beneficiar uma faixa muito grande pessoas.

Jair Bolsonaro defende e propõe uma alíquota unica de 20% para quem recebe mais de cinco salários mínimos, isso quer dizer que se você recebe até R$ 5.030, considerando o salário de 2019, estará na faixa isenta. Para muitos é uma ótima noticia. Atualmente quem recebe este valor paga de IR 27,5%, um valor real de R$ 371,13 mensal. Imagina o que poderá fazer com este valor livre?

A proposta que foi defendida por ele é a alíquota única de 20% para quem recebe acima de 5 salários mínimos. Por exemplo, quem recebe 8 mil reais, vai pagar, se aprovada esta proposta, 554,64 de imposto de renda. Caso a tabela permanece a mesma este mesmo contribuinte pagará 675,21

Nestes valores já estão sendo considerações as alíquotas de dedução do INSS.

Atualmente está isento do imposto quem recebe até R$ 1.903,98 ao mês. Com o aumento do limite de isenção, estima-se que 16 milhões de contribuintes fiquem livres da cobrança.

Tabela Imposto de Renda 2019 – Alíquota de 20%

tabela ir 2019 Bolsonaro

Use a calculadora da Receita Federal http://www26.receita.fazenda.gov.br/irpfsimulaliq/private/pages/simuladoraliquota.jsf?tipoSimulador=M para ver quanto pagará de imposto de renda.

 Mais informações Exigidas Sobre a Declaração do IRPF 2019

Além da atenção à Tabela Imposto de Renda 2019, especial atenção deve ser dada às novas exigências anunciadas pela Receita Federal para a declaração de 2019, ano base 2018.

Uma delas é a exigência de CPF para todos os dependentes, ou ainda, maior detalhamento sobre os bens.

Reunião de documentos

Embora a apresentação da Declaração de Ajuste Anual do Imposto de Renda tenha seu vencimento estipulado para o final de abril, é muito importante que a reunião dos documentos para conseguir efetuar a declaração corretamente seja feita com antecedência.

Informes para tanto, referentes aos rendimentos e valores recebidos ainda serão produzidos por bancos e empresas e enviados, porém há inúmeros outros documentos que não dependem de terceiros, mas do próprio declarante.

Por isso é sempre uma medida de precaução já ir separando com antecipação todos aqueles recibos esquecidos no fundo das gavetas.

Multa por atraso na entrega

O Prazo para entregar a declaração de ajuste anual do imposto de renda é coisa séria. Em não sendo entregue gerará a obrigação de pagamento de multa fixa ou resultante de percentual sobre o imposto devido.

Mais um motivo para estar preparado desde já.

Malha Fina

A cada ano que passa a Receita Federal vem aumentando seu esforço e cruzar informações no intuito de evitar fraudes.malha fina

Porém nem sempre se trata realmente de uma fraude intencional, mas por vezes de simples prestação de informações equivocadas mas que acabam levando a um resultado comprometedor ao contribuinte.

Portanto, ainda que se parta do princípio de que não haja qualquer intenção de fraudar a receita, pois se sabe que a sonegação de impostos é crime, é possível que se incorra em situações onde por conta de declarações equivocadas ou documentos mal produzidos ou interpretados de forma diversa levem a ser retido na chamada “malha fina”.

Normalmente nestas situações a Receita Federal pede que o contribuinte preste corretamente as informações.

Porém em não havendo formas de contornar legalmente a situação poderá haver implicações sérias além da obrigação do pagamentos do imposto e também a aplicação de multa.

Portanto os cuidados devem ser sempre tomados.

Tabela Imposto de Renda 2019: Como Fica
5 (100%) 7 votes

Leave a Reply