Ondulatoria: O que é, Formula e Exercício

Ondulatória é o campo da física que estuda as ondas, sejam ondas sonoras, do mar ou eletromagnéticas, no caso da luz.  A onda pode ser definida como uma perturbação, chamada de pulso, que se propaga por um meio.

Um exemplo simples e fácil de entender envolve o arremesso de uma pedra em uma piscina (fonte), causando a propagação de ondas na água. Ou seja, a pedra caindo na água provocou a perturbação.

Com isso, as ondas serão propagadas para todos os lados e será possível ver a perturbação saindo do ponto onde a pedra foi jogada e indo até a beirada da piscina.  As ondas são formadas por uma sequência de pulsos.

Continue lendo este artigo e veja os principais cálculos e exemplos de ondulatória.

Ondulatória

 

 

Quem criou a teoria ondulatória

A teoria ondulatória, basicamente, afirma que a luz é uma onda, da mesma maneira que o som. Thomas Young (1773 – 1829) foi o responsável pela propagação desse conceito a partir do seu Experimento da Fenda Dupla, que relacionada os fenômenos da difração e interferência da luz.

Com o passar do tempo, a teoria ondulatória ganhou adeptos e consolidou-se até o momento em que foi descoberto que a luz, de fato, era uma onda de natureza eletromagnética, com vibração transversal em relação a sua propagação.

Tipos de ondas

As ondas podem ser classificadas em três tipos:

Quanto à natureza:

  • Ondas mecânicas:necessitam de um meio natural para propagar-se, como é o caso das ondas sonoras;
  • Ondas eletromagnéticas:não precisam de um meio natural para propagar-se, como, por exemplo, ondas de rádio e luz;

Quanto à direção de vibração:

  • Ondas transversais: vibram perpendicularmente à propagação, assim como as ondas do mar;
  • Ondas longitudinais: vibram de acordo com a propagação, igual às ondas sonoras;

Quanto à direção de propagação:

  • Unidimensionais:propagam-se em apenas uma direção, igual a uma corda;
  • Bidirecionais:propagam-se em até duas direções, como o primeiro exemplo deste texto, uma pedra sendo arremessada em uma piscina;
  • Tridimensionaispropagam-se em todas as direções, como ondas sonoras também.

Saiba também:

Ondulatória: velocidade de propagação

As ondas deslocam com velocidade contínua, pois não carregam matéria durante seu movimento. Por isso, as ondas validam a seguinte expressão:

  • v = Δs ÷ Δt

Para entender como funciona a ondulatória no que diz respeito a velocidade de propagação, veja o exemplo:

Exercício Ondulatória

(UFPE) Diante de uma grande parede vertical, um garoto bate palmas e recebe o eco um segundo depois. Se a velocidade do som no ar é 340 m/s, o garoto pode concluir que a parede está situada a uma distância aproximada de:

  1. a) 17 m
  2. b) 34 m
  3. c) 68 m
  4. d) 170 m
  5. e) 340 m

Confira a resposta:

A resposta correta é a D, pois para que haja eco, o som deve sair da fonte, chocar-se com um obstáculo e voltar. Sendo assim, o espaço percorrido deve ser multiplicado por 2, ou seja:

v = 2Δs ÷ Δt

340 = 2Δs ÷ 1

340 = 2Δs

340 ÷ 2 = Δs

Δs = 170 m

Onde a ondulatória é aplicada

Você já ouviu ou fez um eco? É muito legal, não é mesmo? A teoria da ondulatória aplica-se ali, assim como se aplica nos equipamentos de ultrassons, utilizados no âmbito médico. Isso mostra o quanto a ondulatória é importante para o diagnóstico de doenças e muito mais.

Ondulatoria: O que é, Formula e Exercício
Gostou? Deixe seu voto.



Leave a Reply

Ao continuar navegando neste website você está aceitando a nossa Política de Privacidade, que explica como seus dados podem ser usados para melhorar sua experiência e como serão protegidos. Mais informações .
Entendi
Privacy settings ×