TIR- O que é e como calcular Taxa Interna de Retorno

Que tempo é dinheiro, não é novidade. Veja a seguir como isso funciona a Taxa Interna de Retorno e, veja como definir preços com base no tempo e além do lucro!

Imagine a seguinte situação: você irá prestar um serviço para um cliente, porém, o mesmo te expõe que só pode pagar durante o período de dois anos, por conta de questões orçamentárias dele.

Você irá cobrar o mesmo preço que cobraria se fosse receber o dinheiro a vista? Obviamente não, pois estaria perdendo dinheiro.

A taxa interna de retorno (TIR) é justamente isso, você recalcula o valor com base no tempo que irá gastar para receber o dinheiro.

Mas como calcular? Em que situações a TIR deve ser utilizada? Tire essas e outras dúvidas sobre o tema a seguir e aprenda!

O que é taxa interna de retorno

A Taxa Interna de Retorno é uma taxa utilizada na matemática financeira há um tempo, nela é possível avaliar a taxa de retorno de um projeto para uma empresa ou até mesmo para uma pessoa.

Essa métrica é muito útil para quem possui comércios e quer fazer investimentos para o mesmo ou para pessoas que desejam investir e gostariam de saber qual o retorno terão com o seu investimento ao longo do tempo.

Simplificando, em conjunto com a TIR é utilizada também a taxa mínima de atratividade (TMA) (que de forma sintetizada pode ser definida como sendo o lucro).

Se a TIR for maior que TMA, o investimento vale a pena. Caso contrário, pode ser rejeitado.

Um exemplo bem simples que pode te ajudar a entender: Você trabalha com licenciamento ambiental e surgiu a oportunidade de prestar um serviço para uma prefeitura, a qual só pode pagar em 12 parcelas.

Além do lucro do seu serviço, você deve também definir um valor que será cobrado pelo parcelamento. Mas isso não são juros, é simplesmente uma forma de prever quanto custará seu trabalho no período (variável tempo) em que receberá o pagamento, neste caso, 12 meses.

taxa interna de retorno

Qual é a fórmula da TIR?

A taxa interna de retorno pode ser calculada utilizando-se a seguinte fórmula:

Fonte: Google Imagens, 2019.

Onde:

FC0 = investimento inicial, inserido como negativo;

FC1, FC2 … FCt = fluxos de caixa;

t = cada período;

T = período total;

VPL = Valor Presente Líquido;

TIR = Taxa Interna de Retorno.

Se você já está familiarizado com matemática financeira, provavelmente notou que essa fórmula nada mais é do que Valor Presente Líquido (VPL) igualado a zero. E é justamente isso, no calculo do TIR igualamos o VPL a zero e conseguimos chegar ao valor do TIR.

Taxa interna de retorno como calcular

Ao conhecer a fórmula para encontrar o TIR, você deve ter notado que não é possível calcula-la no papel.

Porém, não se desespere você pode saber a TIR utilizando:

  • Utilizando uma calculadora financeira;
  • O Excel (ou similar);
  • Descobrir por tentativa e erro.

taxa interna de reorno

Exemplo de cálculo da TIR

Sabe aquele exemplo utilizado acima (o sobre licenciamento ambiental)?

Suponhamos que o valor cobrado hoje pelo serviço é de R$500,00 e com o retorno após 12 meses encontra-se o valor de R$550,00. A TIR neste caso é de 0,10 ou 10%.

Neste caso, o fluxo de caixa era de um curto período e pode ser feito por tentativa e erro. Porém em exemplos mais complexos, seria necessário utilizar o Excel ou uma calculadora financeira.

Como calcular taxa interna de retorno na HPC

Como forma de exemplificar o cálculo da TIR em uma calculadora financeira, observe o seguinte exemplo:

Em um investimento de R$ 10.000,00 e fluxos de caixa, um de R$ 2.000,00 e outros de R$ 1.000,00, digite na calculadora:

  1. 000 → CHS → g → CFo;
  2. 000 → g → CFj;
  3. 000 → g → CFj;
  4. Descobrimos a TIR fazendo: f → IRR.

Como calcular taxa interna de retorno no Excel

Já para calcular a TIR no Excel, basta adicionar todos os fluxos de caixa, o valor inicial investido (não se esqueça de colocar o sinal de menos na frente) e inserir o comando =TIR (célula início: célula final).

Por exemplo, se você começou na célula B1 e encerrou na célula B9, o comando fica assim: =TIR(B1:B9).

Vantagens e desvantagens da taxa interna de retorno (TIR)

Como vantagens e desvantagens, a TIR apresenta:

Vantagens:

  • É considerado o parâmetro tempo no valor do dinheiro;
  • Utilizando o Excel ou uma calculadora financeira, pode ser bem fácil chegar ao valor final;
  • Pode ser usado para diversos tipos de investimentos, independente do tamanho.

Desvantagens:

  • Pode haver muitos valores de TIR para um único investimento;
  • Requer dedicação e esforço do empreendedor;
  • Necessita dos valores de fluxo de caixa;
  • Não é recomendada em situações em que não há fluxo de caixa convencional
TIR- O que é e como calcular Taxa Interna de Retorno
5 (100%) 1 vote[s]


Leave a Reply