Cálculo de Rescisão

Quando você sai de algum emprego, surgem muitas dúvidas do que ainda tem direito de receber e qual será esse valor. Mas, é muito importante que você saiba tudo que deve receber para evitar ser enganado. Por isso, abaixo você vai descobrir como fazer o cálculo de rescisão.

Veja também:

  • Rescisão de contrato empregada doméstica: Aprenda como fazer

Cálculo de rescisão

O valor e os diretos que você irá receber variam de acordo com o tipo da sua rescisão: se você foi demitido por justa causa ou sem justa causa, ou se você mesmo se demitiu, por exemplo.

Dispensa sem justa causa: Quando a empresa decide demitir o colaborador sem que o mesmo tenha dado algum motivo justo para que isso ocorresse. É nessa modalidade de rescisão que o empregado recebe os maiores valores.

Dispensa por justa causa e rescisão indireta: Nesse caso, o fim do vínculo empregatício acontece porque o empregado teve má conduta ou falhas graves, assim, perde boa parte dos benefícios que teria se fosse demitido sem justa causa.

Já a rescisão indireta é o contrário, quando o empresário exige serviços superiores às suas forças, defesos por lei, contrários aos bons costumes, diferentes do contrato ou até por não comprimir as obrigações da relação de trabalho. Aqui, os benefícios são recebidos como se o empregado tivesse sido dispensado sem justa causa.

Pedido de demissão: Quando o empregado resolve se desligar da empresa. Aqui, ele deverá ser responsável pelo cumprimento ou pagamento do aviso prévio de 30 dias. Nesse caso, o colaborador também perde o direito ao FGTS.

Cálculo de Rescisão

Direitos no cálculo de rescisão

Alguns direitos são assegurados aos funcionários independente do tipo de rescisão. São eles: o saldo do salário (referente aos dias de trabalho até a saída do funcionário) e férias vencidas e proporcionais (ele ainda recebe os 30 dias de férias a cada ano de trabalho e/ou as proporcionais quando esse ano ainda não está completo).

Quando a demissão é por justa causa porém, o funcionário tem direito apenas as férias vencidas, as proporcionais são descartadas. Além disso, ele tem direito também ao décimo terceiro proporcional.

Direitos que são recebidos sem justa causa ou rescisão indireta

O trabalhador receberá todos os direitos descritos acima, além do aviso prévio e do FGTS.

Como calcular a rescisão

Para calcular a rescisão, você precisa saber o valor dos benefícios que irá receber, qual seu salário bruto e os dias que foram trabalhados.

Suponhamos que você recebe um salário de R$ 1200,00 e sem horas extras. Você trabalha 28 dias no último mês (porque saiu antes de completar 30 dias). Vejamos o cálculo abaixo:

R$ 1200 (saláro) / 30 dias (números de dias no mês = R$ 40 por dia.

R$ 40 X 28 (número de dias trabalhados no mês da rescisão) = R$ 1120,00.

Agora, vamos supor que você tem 1/3 das férias para receber.

R$ 1200 + 1/3 de R$ 1200 =

R$ 1200 + 400 = R$ 1600,00.

Vamos acrescentar também um décimo terceiro proporcional.

R$ 1200 / 12 (meses do ano) = R$ 100 (valor mensal do décimo)

R$ 100 x 5 (número de meses trabalhados no ano) = R$ 500,00 (décimo terceiro proporcional).

Se você também tiver aviso prévio, o valor é o mesmo do seu salário, podendo estão só acrescentar no valor final.

Depois, é só somar tudo e ter o valor final da sua rescisão:

R$ 1120 (saldo salário) + R$ 1600 (férias) + R$ 500 (décimo) + R$ 1200 (aviso prévio) = R$ 4420,00.

Pronto, agora você já sabe como fazer o cálculo de rescisão. Lembre-se de levar em conta todos os benefícios que você tem direito e conferir na hora do pagamento se recebeu o valor corretamente.

Cálculo de Rescisão
1 (20%) 1 vote

Leave a Reply