Cálculo da Guia INSS – (GPS): Tudo sobre a Contribuição

Pagar o INSS como autônomo não é um procedimento complicado. Nesse artigo detalhamos tudo o que você precisa fazer para estar em dia com a contribuição do Guia INSS.

O INSS, recolhe um valor mensalmente do salário do trabalhador, para quem possui carteira assinada esse benefício já está em atividade, mas caso você não possua, poderá contribuir com o INSS através da Guia da previdência social.

O que é Guia da Previdência Social

A Guia da Previdência Social, também conhecida pela sigla GPS, é um documento que é utilizado para o pagamento do seguro a ser recolhido pelo INSS (Instituto nacional de Seguro Social).

Pode ser usado por pessoas físicas como, autônomos e empregados domésticos e também por empresas. É um documento de suma importância, pois o seu pagamento irá mantê-lo filiado ao INSS, o que lhe dará direito aos benefícios disponíveis da previdência e da aposentadoria.

A GPS liga o contribuinte pelo seu cadastro no PIS/NIT e constata o pagamento do mês por meio de informações introduzidas ao campo de referência.

Dessa forma, o sistema identifica as contribuições que foram feitas e que estão constando na guia, algo que proporcionou muito mais segurança e facilitou o processo de recolhimento.

Como preencher a GPS

Para tornar o processo de preenchimento mais rápido e assim otimizar o tempo e diminuir a burocracia, o INSS tem disponibilizado meios para que essa tarefa seja realizada, podendo ser feita manualmente ou pela internet.

Iremos detalhar com um passo a passo as formas de fazer esse preenchimento seja ele no modo manual como no eletrônico.

Preenchimento da GUIA pela internet

O procedimento é feito de forma muito simples. O primeiro passo é acessar o site do INSS, logo após você deverá escolher entre três links distintos que aparecerão, sendo o primeiro para filiados antes da data 29/11/1999, o segundo link é destinado aqueles filiados depois desta data, e o terceiro para pessoas jurídicas.

Escolhendo o link que se enquadra no seu perfil, você deverá clicar nele, logo após você será direcionado para uma página. Nela, você terá que informar o número do PIS/NIT/NIS, a sua categoria e o seu código de segurança.

Depois disso você entrará em emissão efetiva da guia, deverá informar o valor de seu rendimento, a competência (mês a ser quitado) código e data do pagamento, pronto! Feito isso você deverá clicar em gerar GPS e imprimir, assim, facilmente você terá sua guia e poderá fazer o pagamento.

Preenchimento manual da Guia

Esse procedimento talvez seja o mais conhecido, e utilizados por aqueles que preferem usar caneta ao invés do computador. Você poderá preencher a GPS comprando em papelarias, vamos destacar as 12 partes que são divididas na GUIA.

  1. Nome completo.
  2. O espaço vencimento: Deverá permanecer em branco, é exclusivo do INSS.
  3. Código de pagamento: espaço reservado à informação do código escolhido.
  4. Competência: mês que está sendo pago.
  5. Identificador:  número do PIS/NIT/NIS.
  6. Valor do INSS: espaço reservado para o valor que deverá ser pago.
  7. Os espaços de 07 a 10 não precisão ser preenchidos.
  8. Total: Você deverá repetir o valor do espaço 06.
  9. Autenticação bancária: espaço reservado para gravar o comprovante do pagamento.

Como emitir Guia INSS

Para emitir a GUIA você precisa fornecer algumas informações para o INSS, é com base nessas informações que você poderá gerar a sua GUIA. Os dados são do cadastro no NIT/PIS e o modelo de contribuição escolhida.

NIT/PIS :É com o número do NIT/PIS que você poderá emitir seu GUIA. É bem simples e fácil, podendo ser feito online ou pelo telefone 153.

Contribuição: Nessa modalidade usa-se códigos, são eles:

  • Código 1007 – É reservado para pessoas que optam por pagar 20% (esse modelo dá direito a aposentadoria por tempo de contribuição ou idade).
  • Código 1163 – É reservado para aqueles que desejam contribuir 11% (esse modelo dá direito à aposentadoria por idade apenas).

Cálculo da Guia da Previdência Social online

Desde 2015 que é possível fazer o cálculo da GUIA, ele pode ser feita de duas maneiras: pelo site ou por telefone 135. Pelo telefone também é bem simples, você só precisar seguir as instruções pedidas.

Pelo site você precisará acessar o site da previdência    (https://www.inss.gov.br/servicos-do-inss/calculo-da-guia-da-previdencia-social-gps/). Ao acessar a página você poderá fazer o cálculo, ele é bem simples e fácil, basta preencher corretamente as informações pedidas.

É possível calcular a Guia INSS em atraso?

Sim! É permitido, porém deve-se considerar os acréscimos que estão previstos por Lei.

Como calcular GPS em atraso

Qual a taxa de juros do INSS Guia INSS

O contribuinte deve ficar atento a esse assunto, pois mais de 80% erram nos valores. Os juros são de até 50% do valor da contribuição e uma multa de 10%. Com atraso de cinco anos, o contribuinte poderá gerar uma guia e fazer o pagamento, os juros e multa são de até 20%.

Valores de contribuição 2019

Para saber os valores para contribuição de 2019, você poderá acessar esse link:  https://www.inss.gov.br/servicos-do-inss/calculo-da-guia-da-previdencia-social-gps/tabela-de-contribuicao-mensal/

Se mesmo com todas as informações, surgir alguma dúvida. Não hesite em ligar para a central de atendimento do INSS através do telefone 135,  o horário de atendimento é a partir das 7h às 22h horário nacional.

Cálculo da Guia INSS – (GPS): Tudo sobre a Contribuição
5 (100%) 2 vote[s]


Leave a Reply